terça-feira, 7 de maio de 2019

Texto do dia 07/05/19

Hoje estava estudando espanhol, e mais uma vez, o exercício da redeção me inspirou a escrever um texto romântico. Episódio inédito de Lemadan só sábado, por ora fiquem com este pequeno e humilde conto, já traduzido para o português.

Historinha:

O Carnaval deste ano foi o melhor que passei em toda a minha vida. Toda a minha família viajou para Cabo Frio e fiquei sozinho em casa. Então, chamei minha namorada para vir à minha casa me fazer companhia todos os quatro dias de folia. Foram nossos melhores dias juntos, jamais me esquecerei destes dias e especialmente dela. Assistimos muitos filmes, séries e novelas românticas, escutamos muitas músicas que falam de amor, li carinhosamente muitos livros para ela, jogamos video game juntos, ela preparou para mim deliciosas refeições, trocamos muitos beijos apaixonados, enfim, nos fizemos felizes um ao outro. Posteriormente, nove meses depois, Deus nos enviou o maior presente de nossas vidas!

domingo, 28 de abril de 2019

Spoilers e Shipping: Paixão dos Noveleiros

Não sei de onde começou essa onda de que "spoiler é ruim". Foi influência dos internautas americanos? Quando eu era novinho todo mundo adorava spoiler, a diversão no colégio era falar o que acontecia(às vezes info verdadeira, ás vezes fake) em series, desenhos, jogos , etc, inclusive na época da clássica Herói Gold o sucesso e faturamento estrondoso dela vinha dos spoilers de Cavaleiros do Zodíaco. Hoje em dia é esse mimimi na internet, com gente até desfazendo amizade por causa de final de filme(se bobear vai rolar até morte por causa desse Vingadores). Devido às minhas raízes noveleiras, duas coisas que eu herdei de ser espectador delas foram gostar de spoilers, e de ficar torcendo por determinados casais em obras(os chamados "shipps"). Spoiler virou uma história de amor e ódio, os noveleiros adoram até hoje, eu adoro, mas tem gente que odeia. Já os shipps se popularizaram entre todas as tribos e são bem vistos no mundo entretenimento em geral, principalmente entre as garotas, sendo um prato cheio para geração de conteúdo entre as escritoras de fanfics.

PS1: Eu ACHO que o primeiro casal que eu shippei foi Din e Sara dos Flashman.
PS2: Quem agride o próximo por causa de spoiler não tem moral para criticar nem briga de torcida organizada de time de futebol!

segunda-feira, 22 de abril de 2019

Fanfics: Universo Feminino?

Há cerca de um ano atrás, fiz essa pergunta nas redes sociais:

Perguntei em um grupo se sabem responder, ao menos para mim, um dos grandes mistérios do universo: o porquê do universo dos fanfics ser formado por maioria esmagadora de integrantes do sexo feminino? (Leia-se : existe muito mais garotas que rapazes escrevendo fanfics pela web)
Estou muito curioso.

quinta-feira, 21 de março de 2019

106 - BATALHA DERRADEIRA

Finalmente, a batalha que decidirá o destino de Motávia.

(no fim da tarde, na pedreira de Oputa)

Rolf Landale: "Cheguei!"
*tlec,tlec*

Policial de Aço Jiban: "Estou aqui..."
(Rolf empunha sua Espada de Lacônia. Jiban empunha a Maximillian)
*tleim, tleim*
Jiban: "Impossível, você está lendo todos os meus movimentos. Vejo que treinou."
Rolf: "Você também está defendendo bem o meu golpe.
*tleim, tleim*
Jiban: "Morra!"
Rolf: "Tome isso!"
(os dois continuam trocando golpes milimetricamente, sem conseguirem atingir o alvo)

(na casa de Amy)

Shir Gold: "O que foi, amiga?"
Elenita Maria: "Amiguinha do peito..."
Amy: "Um calmante... por favor..."

(na pedreira de Oputa)

Jiban: "O sol está de pondo. Vamos definir logo isso, não estou com muita paciência."
Rolf: "Eu digo o mesmo!"
(começam a trocar tiros de pistola, mas continuam sem atingir um ao outro)
Rolf: "Vamos para o pau!"
(voltam a trocar golpes de espada, até que)
Rolf: "Te acertei!"
Jiban: "Argh!"
Rolf: "Abriu a guarda, é, vai começar o show!"
(Rolf começa a espancar Jiban, até que se prepara para o golpe final)
Rolf: "Morra!"
(Rolf atravessa o coração de Jiban, perfurando sua estrela dourada)
Jiban: "Gh..."
Rolf: "Nunca mais vai matar ninguém! O quê?"
Jiban: "Tolo! Restauração Jiban!"
(Jiban restaura sua energia vital usando seu novo poder de regeneração)
Rolf: "Argh!"
(Jiban não deixa Rolf recolher sua espada, segurando o braço direito dele com o Poder Braquial)
Rolf: "Me solta... o quê?"
(Jiban perfura o peito de Rolf com a Agulha Giratória, e em seguida tenta decepar o braço direito do herói com o Golpe Jiban)
Rolf: "Escudo Real!"
(Rolf invoca uma barreira protetora milenar que o protege do ataque mortal)
Jiban: "Miserável!"
Rolf: "Eu... ainda não perdi! Nathu!"
(Rolf tenta acertar Jiban com a rajada de luz, mas este se esquiva)
Jiban: "Não!
Rolf: "Nagra!"
(Rolf prende Jiban no chão com a força da gravidade e em seguida salta e tenta atingir a cabeça de Jiban pelo alto com sua espada)
Jiban: "Daidalos!"
(Jiban atinge Rolf)
Rolf: "Argh!"
Jiban: "Não consegui sair do chão mas ainda poderia usar o Daidalos como canhão. Idiota!"
Rolf: "Não tenho escolha. Terei que usar Megid!"
Jiban: "Pode vir!"

(na casa de Amy)

Shir: "Droga! A Amy saiu!"
Elenita: "Eu não posso sair daqui agora! Vá atrás dela, por favor!"
Shir: "Ai... ai... começou!"
Elenita: "Iauuuuuuu!"
(o poder de Megid começa a afetá-las)

(na pedreira)

Rolf: "Megid!"
*buuuuuuuuummmmmmmmmmm*
Rolf: "Acabou..."
(Jiban se levanta intacto)
Rolf: "Não! Não é possível! Você deveria estar destruído, sua sucata!"
Jiban: "Não me subestime! Usei a Restauração Jiban no meio do ataque para amenizar o impacto."
(Jiban avança lentamente, mancando, mas, Rolf, exausto, desta vez não consegue se esquivar do ataque)
Rolf: "Não! Amy... me perdoe! Só posso utilizar o Escudo Real uma vez ao dia!"
(Jiban atravessa com prazer e crueldade o coração de Rolf com a Maximillian)
Amy: "AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHH!"
Rolf: "Amy? O que... está fazendo aqui? Você está toda machucada! Não era... para você sair... de casa... Megid acabou... com você!"
Amy: "Vim aqui... para ficar do seu lado! Sem você ao meu lado... não quero... mais... viver..."
(Amy utiliza suas últimas forças para abraçar e beijar Rolf e se coloca na frente dele)
Jiban: "Como quiser! Morra!"
(Jiban empunha novamente a Maximillian novamente e atravessa Rolf e Amy ao mesmo tempo)
Rolf: "Vamos... virar... estrelinha... no céu..."
Amy: "Juntos... eternamente... juntos... meu amor..."
(Rolf e Amy tombam abraçados e sem vida ao pôr do sol na Pedreira de Oputa)
Jiban: "Ayumi..."

Epílogo:

Esta é apenas uma das tragédias que acontecem, enquanto o mundo permanece neste caos. E as únicas pessoas que poderiam fazer algo... se foram.
(...)
Rolf morreu. Não há há mais ninguém para proteger Motávia, que assim, entra em uma era dominada por caos, destruição e sangue. Muitas mortes ocorreram desde então. E, por diversos motivos, muitos heróis e vilões deixaram Motávia e partiram rumo ao exterior em busca de novos objetivos e desafios. Nem Throebs ousou enfrentar o poderio do Policial de Aço Jiban.

Notas:

1- É, acabou. A saga principal de "A Novela de Phantasy Star" chega ao fim. As arestas abertas serão preenchidas em um fanfic futuro, mas, por ora, passarei a trabalhar em duas aventuras protagonizadas por personagens originais, que ganharão destaque após terem debutado em "A Novela de Phantasy Star".
2- A parte inicial do epílogo é uma frase retirada do game Phantasy Star II, quando ocorre um determinado evento ainda na primeira parte da aventura.
3- A última parte do epílogo tem um trecho emprestado de um episódio de Jiban.
4- Apesar de a historinha se passar em um universo alternativo, mantive algumas referências às obras originais, como por exemplo a essência do Phantasy Star II, que é a sua natureza trágica.
5- Episódio postado na data de hoje em comemoração aos 30 anos do lançamento de Phantasy Star II no Japão.

terça-feira, 19 de março de 2019

Post Romântico de Aniversário 2019

Mês passado, conheci uma linda garota na internet. Me interessei por ela, conversamos bastante por vários dias e a convidei para sair.
Depois depois de algumas respostas negativas, semana passada ela finalmente aceitou. Fomos ao shopping lanchar, e em seguida
assistimos a um filme romântico. Depois de muitas emoções, pegamos um táxi e levei-a até sua casa. Quando eu disse a ela que o grande sonho
de minha vida é me casar, ela abriu um largo sorriso, e olhamos nos olhos um do outro se conseguirmos controlar as expressões de nossos rostos.
Segurei sua mão, ela fechou seus olhos, aproximou seus lábios de mim e então, durante toda a viajei trocamos beijos e carícias apaixonadamente.
Por fim, antes de nos despedirmos, pedi a ela seu endereço completo para na noite seguinte surpreendê-la, presenteando-a com um lindo buquê de flores.

Inspiração: fiz um exercício do curso de espanhol esta noite. mas uma vez tive sorte e pude fazer uma redação onde pude exercitar meu romantismo. Fiz uma versão expandida e traduzida para postar no meu blog.